domingo, 30 de junho de 2024

PONTO DE VISTA - O HAITI É AQUI - POR JUNIOR PACÍFICO DE PAULA

 

O HAITI É AQUI

Junior Pacífico De Paula – Engenheiro, Empresário.

Todos os dias somos bombardeados com notícias do Governo do Estado do Maranhão, enaltecendo suas obras em todo território do Estado. Não que estas obras não sejam importantes, elas são, todavia, é preciso observar que são obras eleitoreiras que procuram de alguma forma contemplar em maior ou menor escala todos os 217 municípios do Estado. Elas são pontuais, sem nenhum planejamento, lógico que resultados a médio e longo prazo são pífios. Na administração pública é necessário ter planejamento e objetivos claramente definidos, onde cada obra significa um degrau, um ponto de apoio para chegar a objetivos claros, que darão suporte para novos investimentos que possibilitem alcançar o que foi planejado.

Os países de primeiro mundo têm planejamento de obras e ações para os próximos dez anos, no mínimo. No Japão se planeja para os próximos cinquenta anos. Isso traz pressívibilidade e consequentemente atrai investimento e parcerias privadas, o que diminui enormemente a possibilidade que o dinheiro seja drenado pelo ralo da corrupção.

O estado do Maranhão, infelizmente está nas ultimas colocações no ranking nacional de qualidade de vida e de desenvolvimento humano, se o mesmo fosse um país independente estaria rivalizando com o Haiti, no quesito de indicadores sociais, segundo dados da ONU, o Haiti é o país mais pobre das Américas. Abaixo vamos elencar alguns indicadores estarrecedores do Estado.

O Maranhão tem mais pessoas recebendo auxílio do Programa Bolsa Família do que pessoas com carteira assinada. Neste quesito, o Estado possui o menor percentual do Brasil de pessoas com registro de carteira assinada, apenas 50,10% da população economicamente ativa.

Segundo as Nações Unidas, o estado tem o menor percentual de médicos do Brasil, com 8,1 para cada 10 mil habitantes e 9 em cada 10 habitantes dependem exclusivamente do SUS (Sistema Único de Saúde), quando precisam de tratamento médico.

1,5 milhões de maranhenses estão na extrema pobreza, o estado detém 8,40% dos miseráveis de todo o Brasil, segundo o IBGE. De acordo com dados da ONU, 20% da população do estado ganha menos de $30 dólares ao mês, ou seja, R$ 150,00. O estado tem a maior população do Brasil abaixo da linha da pobreza, com 58,90% do contingente populacional.

O índice de jovens que não trabalham e não estudam é de 37,70% da população diante de uma média nacional de 25,80%, segundo a PNAD (Pesquisa Nacional de Amostra e Domicílio).

O município de Fernando Falcão tem a menor renda Per Capita do país, com R$ 19,89 e o patrimônio líquido médio por pessoa é de R$ 156,00.

Das 10 cidades mais pobres do Brasil, oito estão no Maranhão, a saber: Milagres do Maranhão, Jenipapo dos Vieiras, Turilândia, Primeira Cruz, Centro dos Guilhermes, Matões do Norte, Fernando Falcão e Marajá do Sena, conforme dados do último censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas).

Dentre todos os estados da União, o Maranhão ocupa a última posição em renda Per Capita média de R$ 363,00, sendo que 74% da população economicamente ativa recebe menos de um salário mínimo.

O Estado tem o menor investimento em segurança pública per capita do país.

Em termos de insegurança alimentar, o Maranhão tem o maior percentual do Brasil, 12,20% estão nesta condição, ganhando menos de 1 (um) dólar ao dia, no Brasil como um todo, este percentual é de 4,80%.

Só para exemplificar o grau de pobreza do estado, a favela de Paraisópolis situada na cidade de São Paulo, com um PIB de aproximadamente R$ 1 bilhão, se fosse uma cidade do Maranhão, estaria dentre as dez mais riscas do Estado.

Com um rendimento médio mensal de R$ 1.333,00 reais, o trabalhador maranhense é o pior remunerado do Brasil, a população tem o maior número de desalentados do país com 18,30%, como também apresenta a maior subutilização da força de trabalho.

Na educação os números são alarmantes, com mais de 800 mil analfabetos, algo em torno de 15% da população com idade de 15 anos ou mais.

O Estado possui o menor percentual de estudante em universidade do país, segundo o mapa do ensino médio superior do Brasil. Segundo a Confederação Nacional dos Transportes, no começo do ano de 2023, o estado apresentava as piores estradas do país, considerando as municipais, estaduais e federais.

Conforme dados do MPT (Ministério Público do Trabalho), o Maranhão é o maior fornecedor de mão de obra análoga ao trabalho escravo do Brasil.

Todas estas mazelas são somatórios de décadas de incapacidade administrativas, são males históricos e estruturais que acompanham o Estado há muitos anos.

Como quebrar o elo da corrente de pobreza que assola o estado? É inconcebível que um estado que tem o décimo sexto maior PIB, dentre os estados do país, seja o último em indicadores sociais. Imaginem ainda que existem inúmeros deputados estaduais, com a pretensão de criarem mais municípios ou seja, emancipar distritos e povoados de cidades paupérrimas, em novas cidades, se conseguirem esta proeza, o Maranhão vai deter 100% das cidades mais pobres do Brasil, então realmente poderemos dizer: O HAITI É AQUI!



DIAGNOSE- COLUNA DO DR. OTÁVIO PINHO FILHO

O carbúnculo é uma infecção potencialmente fatal pelo Bacillus anthracis, uma bactéria Gram-positiva em forma de bastonete. O carbúnculo pode afetar a pele, os pulmões ou, raramente, o trato digestivo (gastrointestinal).

O carbúnculo raramente ocorre em pessoas; e quando ocorre geralmente resulta do contato com a pele, mas pode ser causada pela inalação de esporos do carbúnculo, por comer carne contaminada ou, raramente, por injetar drogas contaminadas.

Os esporos do carbúnculo são uma arma biológica potencial.

A bactéria do carbúnculo produz várias toxinas, que causam muitos dos sintomas.

Os sintomas incluem caroços e bolhas (após o contato da pele), dificuldade de respirar e dor no peito (após inalar os esporos), dor abdominal e diarreia com sangue (após comer carne contaminada).

Os sintomas sugerem a infecção, e a identificação das bactérias nas amostras obtidas de tecido infectado confirma o diagnóstico.

As pessoas com um alto risco de exposição ao carbúnculo são vacinadas.

Deve-se tomar antibióticos e a vacina logo após a exposição para reduzir o risco de doença grave ou morte.

O carbúnculo pode ocorrer em animais selvagens e domésticos que pastam, como gado bovino, ovelhas e cabras, e em outros animais, como cavalos, hipopótamos, elefantes e búfalos do Cabo.

A bactéria do carbúnculo produz esporos que vivem anos no solo. Os animais que comem em pastos ficam infectados quando entram em contato ou consomem os esporos. Geralmente, o carbúnculo é transmitido para pessoas quando têm contato com animais infectados ou produtos animais (como lã, peles e pelos). Os esporos podem permanecer em produtos animais durante décadas e não são facilmente destruídos pelo frio ou calor. Até mesmo o mínimo contato pode provocar infecção.

Embora a infecção nas pessoas geralmente ocorra através da pele, também pode ser contraída pela inalação de esporos (carbúnculo por inalação), pela ingestão de carne contaminada, mal cozida (carbúnculo gastrointestinal) ou, raramente, ao se injetar drogas ilícitas contaminadas.

O carbúnculo é raro em humanos e não é contagioso de pessoa para pessoa. Contudo, em casos raros, o carbúnculo da pele (carbúnculo cutâneo) pode se disseminar de pessoa para pessoa por contato direto com uma pessoa infectada ou com um objeto contaminado por uma pessoa infectada. Carbúnculo por inalação, carbúnculo gastrointestinal e carbúnculo por injeção não são transmitidos de pessoa para pessoa.

O carbúnculo é uma arma biológica potencial, pois seus esporos podem ser transmitidos pelo ar e inalados. Nos bioataques de carbúnculo de 2001, os esporos foram transmitidos em envelopes enviados pelo Serviço Postal dos Estados Unidos.

Recentemente, o carbúnculo por injeção surgiu em pessoas no norte da Europa que injetaram heroína contaminada. O carbúnculo transmitido dessa forma não tem sido observado nos Estados Unidos.

A bactéria do carbúnculo produz várias toxinas, que causam muitos dos sintomas.


Sintomas do carbúnculo

Os sintomas do carbúnculo variam dependendo da forma como a infecção é adquirida:

Pela pele (maioria dos casos)

Por inalação (mais séria)

Pelo trato gastrointestinal (rara)

Por injeção (rara)

Carbúnculo da pele (carbúnculo cutâneo)

A maioria dos casos de carbúnculo envolve a pele.

Um caroço marrom avermelhado, indolor e pruriginoso aparece entre um e dez dias após a exposição. O caroço forma uma bolha que por fim se rompe e forma uma crosta preta (escara), com inchaço ao redor. Os linfonodos próximos podem inflamar, a pessoa pode se sentir doente e, por vezes, sente dores musculares, dor de cabeça, febre, enjoo e vômito. Pode demorar várias semanas para o caroço cicatrizar e o inchaço ceder.

Carbúnculo da pele (carbúnculo cutâneo)

O carbúnculo cutâneo começa como um caroço pruriginoso, marrom avermelhado (superior). Em seguida, o caroço forma uma bolha, que se rompe e forma uma crosta preta chamada escara (inferior).

Cerca de 10% a 20% das pessoas não tratadas morrem, mas, com tratamento, a morte é rara.

Carbúnculo por inalação (doença de Woolsorter)

O carbúnculo por inalação é a forma de infecção mais séria. Ela resulta da inalação de esporos do carbúnculo, quase sempre quando as pessoas estão trabalhando com produtos animais contaminados (como peles).

Os esporos podem ficar nos pulmões durante semanas, mas acabam por entrar nos glóbulos brancos do sangue chamados macrófagos, onde germinam, e as bactérias resultantes se multiplicam e se espalham para os linfonodos no tórax. A bactéria produz toxinas que incham os linfonodos, fazendo com que se rompam e sangrem, espalhando a infecção até as estruturas próximas. O líquido infectado se acumula no espaço entre os pulmões e a parede torácica.

Carbúnculo

Os sintomas se desenvolvem de um dia a seis semanas após a exposição. Inicialmente, são pouco específicos e similares aos da gripe (influenza), com dores musculares leves, febre baixa, desconforto no tórax e tosse seca. Após alguns dias, a respiração de repente se torna muito difícil, e as pessoas têm dor no peito e febre alta com sudorese. A pressão arterial fica rapidamente baixa, a um nível perigoso (causando choque), e depois se entra em coma. Esses sintomas são provavelmente resultado de uma liberação maciça de toxinas.

Pode haver desenvolvimento de carbúnculo gastrointestinal ou de uma infecção do cérebro e dos tecidos que recobrem o cérebro e a medula espinhal (meninges) – uma infecção denominada meningoencefalite.

Muitas pessoas morrem 24 a 36 horas depois do início dos sintomas graves apesar de terem recebido um tratamento precoce. Sem tratamento, todas as pessoas que inalam carbúnculo morrem. No surto de 2001 nos Estados Unidos, 45% das pessoas tratadas para carbúnculo por inalação morreram.

Carbúnculo gastrointestinal

O carbúnculo gastrointestinal é raro. Quando as pessoas comem carne contaminada, as bactérias crescem na boca, na garganta ou nos intestinos e liberam toxinas que causam sangramentos extensos e a morte dos tecidos. As pessoas apresentam febre, dor de garganta, inchaço no pescoço, dor abdominal e diarreia com sangue. Elas também vomitam sangue.

Mesmo com tratamento, cerca de 40% das pessoas infectadas morrem, provavelmente porque já ficaram muito doentes antes de o diagnóstico ser feito.

Você sabia que...

Os esporos do carbúnculo não são facilmente destruídos pelo frio ou calor e podem sobreviver durante décadas.

Mais de 1,25 milhão de pessoas receberam a vacina de carbúnculo sem terem uma reação adversa séria.

Carbúnculo por injeção

O carbúnculo por injeção é raro. Os sintomas podem ser semelhantes aos do carbúnculo cutâneo, tais como febre e uma protuberância pruriginosa ou protuberâncias que surgem no local em que a heroína foi injetada. A protuberância evolui para uma ulceração indolor que forma uma crosta preta (escara) com inchaço ao redor. Uma bolsa de pus (abscesso) pode surgir profundamente sob a pele ou no músculo, no local em que a heroína foi injetada.

O carbúnculo por injeção pode disseminar-se por todo o corpo mais rapidamente do que o carbúnculo cutâneo e pode ser mais difícil de ser diagnosticado e tratado pelos médicos do que o carbúnculo cutâneo.

Diagnóstico de carbúnculo

Exame ou cultura de amostras de pele, líquidos ou fezes infectadas

Às vezes, exames de sangue

Os médicos suspeitam de carbúnculo na pele com base em seu aspecto característico. Saber que as pessoas tiveram contato com animais, produtos animais ou em áreas onde outras pessoas desenvolveram carbúnculo suporta o diagnóstico.

Se houver suspeita de carbúnculo por inalação, é realizada radiografia do tórax ou tomografia computadorizada (TC).

Amostras de sangue, pele infectada, líquidos em torno dos pulmões ou fezes são coletados e examinados ao microscópio ou são feitas culturas (possibilitando a multiplicação de bactérias, se presentes). As bactérias do carbúnculo, se presentes, podem ser facilmente identificadas.

Se as pessoas apresentarem carbúnculo por inalação e sintomas (como confusão) sugerindo que o cérebro pode estar afetado, os médicos também podem fazer uma punção na coluna vertebral (punção lombar) para obter uma amostra do líquido que circunda o cérebro e a medula espinhal (líquido cefalorraquidiano). A amostra é examinada e analisada. As pessoas são submetidas a exames de imagem do cérebro e da coluna vertebral, como uma TC ou ressonância magnética (RM), quando não for possível realizar uma punção lombar.

São realizados exames de sangue para detectar fragmentos de material genético da bactéria ou anticorpos para as toxinas produzidas pelas bactérias.

Tratamento do carbúnculo

Antibióticos

Às vezes, outros medicamentos

Quanto mais se adiar o tratamento do carbúnculo, maior é o risco de morte. Portanto, o tratamento é geralmente iniciado assim que os médicos suspeitarem que as pessoas têm carbúnculo.

O carbúnculo da pele (carbúnculo cutâneo) é tratado com os antibióticos ciprofloxacino, levofloxacino, moxifloxacino ou doxiciclina administrada por via oral durante sete a dez dias. Antibióticos são tomados por 60 dias se for possível que esporos tenham sido inalados ou se houver suspeita de bioataque. Crianças e gestantes podem receber antibióticos diferentes por um período de tempo diferente.

As infecções por inalação, gastrointestinais e outras infecções por carbúnculo, como carbúnculo cutâneo grave, são tratadas com uma combinação de três antibióticos administrados na veia (intravenosamente). Uma vez administrados os antibióticos intravenosos, as pessoas recebem um antibiótico por via oral durante 60 dias para matar quaisquer esporos remanescentes nos pulmões.

O carbúnculo por inalação também pode ser tratado com uma combinação de antibióticos e injeções de raxibacumabe ou obiltoxaximabe (anticorpos monoclonais que se ligam às toxinas do carbúnculo no sistema da pessoa) ou com uma combinação de antibióticos e imunoglobulina intravenosa contra carbúnculo.

Se o cérebro e as meninges forem afetados ou se houver acúmulo de líquido ao redor dos pulmões, os corticosteroides podem ajudar. Um dreno torácico é usado para drenar continuamente o líquido ao redor dos pulmões.

Outros tratamentos podem incluir ventilação mecânica para ajudar na respiração e líquidos e medicamentos para aumentar a pressão arterial.

Prevenção do carbúnculo

Vacinação

Antibióticos preventivos e, às vezes, outros medicamentos

A vacina contra o carbúnculo pode ser administrada a pessoas com alto risco de infecção (tais como militares, veterinários, técnicos de laboratório e funcionários da indústria têxtil que processam pelo de cabra importado). Por causa do potencial do carbúnculo como arma biológica, a maioria dos membros das forças armadas foi vacinada. Para ser eficaz, a vacina precisa ser administrada em cinco doses. Também se recomenda uma dose de reforço, administrada anualmente. Todas as injeções são aplicadas em um músculo. Os animais também podem receber uma vacina para animais.

As pessoas expostas ao carbúnculo por inalação recebem um antibiótico por via oral, geralmente ciprofloxacino, levofloxacino, doxiciclina, moxifloxacino ou clindamicina. O antibiótico é mantido durante pelo menos sessenta dias para evitar o desenvolvimento da infecção. Essas pessoas também recebem três doses da vacina em 0, 2 e 4 semanas.

Se esses tratamentos não estiverem disponíveis ou se as pessoas não puderem recebê-los, elas podem tomar injeções de raxibacumabe ou obiltoxaximabe (anticorpos que podem se ligar às toxinas do carbúnculo no siste­ma da pessoa).

sábado, 29 de junho de 2024

CONVERSA FRANCA COM JANSEM PENHA

 

Conversa franca com Jansen Penha. Pré candidato a prefeito de Bacabal. " MORTE DE PESSOAS DO BEM". A cada dia somos surpreendidos com notícias tristes,  como notas de falecimento que muitas vezes não  sabemos o estado de saúde da pessoa que consideramos, admiramos e temos respeito. Mas, o certo é que não sabemos quem partirá amanhã. Pessoa como o nosso amigo Prof. Pedro Neto, religioso, respeitador e respeitado por todos, nos deixou , mas deixou também como educador e pessoa do Bem,  exemplo de cidadania respeito e  gratidão. Bom homem, merecedor de um conforto na eternidade. Com ele está, tantos outros que em nosso meio contribuíram para a Educação e o desenvolvimento de nossa cidade. Nos deixa a coragem de continuar lutando para o bem de Bacabal. Pedro Neto e outras pessoas do bem, fizeram suas histórias que a partir de agora ecoarão na eternidade. Que todas pessoas do bem que partiram se encontre e nos ajude espiritualmente a seguirmos adiante. Que Deus acolha o nosso amigo Pedro Neto e todas a pessoas do bem. Aos demais que seus pecados sejam perduados. Precisamos todos viver bem e em breve viveremos. Deus é o Limite. Ninguém acima dele.



RAPIDINHAS DO SÁBADO- A ÚLTIMA DE JUNHO

 

E com essa linda frase do George Bernard abriremos a nossa coluna de hoje. 

++++++++++

No último sabado , aconteceu na sede social do SAAE, a tradicional Feijoada e Samba, uma produção do cantor e compositor Masa  Pagodinho. Teve uma canja do Rafael Luís. 

7

+++++++++

O Show do Masa, além de ser a contraprova da Lei Paulo Gustavo, serviu para muitas homenagens,  uma delas ao grande compositor José Jardim.

+++++++++

Muita gente importante,  de todas as classes participaram do evento. Na foto o cantor e compositor Zé Lopes,  o radiologista Jefferson, o jornalista e blogueiro Abel Carvalho, o empresário Junior Alteredo, o vereador Venâncio do Peixe e o despachante Guilherme Henrique. 

++++++++++

E quem apareceu na Feijoada do Masa Pagodinho para mostrar seu apoio, foi o Eterno Senador e pré candidato a vereador de Bacabal, João Alberto.  Ele foi bastante aplaudido.

++++++++++

E na Feijoada do Masa,  o empresário Janae Ibiapina continuou com sua marca registrada que é fazer fotos com amigos e divulgar em suas redes sociais. Desta vez com com o médico Dr. Franilson, com o diretor do SAAE Dr. Almir Junior, com a empresaria RosárioJansem e com o cantor Zé Lopes.

++++++++

E o vereador Venâncio do Peixe continua na sua pré campanha rumo à reeleição e faz ações sociais em benefício à população de Bacabal.  No ultimo final de semana ele esteve na comunidade de Campo Redondo onde levou para aquela localidade variedades de ações. 

Resumo dos Atendimentos no Campo Redondo.

VACINAS - 106

EQUATORIAL - 63

SEFAZ - 50

ODONTOLOGIA - 43

TESTES RÁPIDOS - 32

SEDES - 82

SENAR - 14

TOTAL:  390 atendimentos.

++++++++++

E depois de passar uma temporada em Brasilia, o empresário Amilk Celulares convidou os amigos para uma tertúlia no seu sítio no último domingo. Rolou duas galinhas caipiras e, apresentadas no vídeo por Guilherme Henrique,  da pra ver que, quem não foi, perdeu uma delícia.

++++++++++

E em São Luís, um célere encontro de grandes bacabalenses no Arraial da Assembleia Legislativa do Maranhão. O poeta e articulador político Paulo Campos, o seu irmão Ivaldo Pouso Filho e o advogado e escritor Dr. Fernando Costa. Muito papo e muita alegria na festa junina.

++++++++++

E aconteceu no último domingo, na Associação de Cabos e Soldados, no Parque Santa Clara, uma grande festa para comemorar o aniversário e também a subida de patente do agora Sub - Tenente Teixeira.  Ele que também é DJ e proprietário de radiola,  reuniu muita gente para essa comemoração. 

+++++++++

Atenção Massa Regueira, vem aí  o evento do ano. Confirmado para o dia 12 de outubro no Clube Vnguarda em Bacabal, o cantor Jamaicano Kevin Isaacs,  filho do lendário Gregory Isaacs em grande show exclusivo. Será apresentação única. Preparem suas caravanas e venham curtir o Tributo a Gregory Isaacs. Uma realização Edmarley Produções e Eventos Nacionais e Internacionais de Reggae.

+++++++++

E a desvalorização da nossa cultura, tem mesmo chamado muito a atenção. São protestos de políticos, de artistas,  comunicadores, intelectuais.  Desta vez foram buscar frases poéticas nas toadas do saudoso cantador João Chiador.


++++++++++
E quem está em Bacabal em plena pré campanha,  é o Eterno Senador e pré candidato a vereador João Alberto.  Ele esteve ontem em um restaurante de nossa cidade e almoçou com o seu filho, o Superintendente Federal do DENITE João Marcelo,  com o diretor do SAAE Dr. Almir Junior,  com o cantor e compositor Zé Lopes,  com o empresário Jamil e com o autônomo Nandinho Nunes.  Hoje ele visitará a zona rural. 
++++++++++

E na tarde de ontem, como prévia para a Procissão de São Paulo no Rio Mearim,  o jornalista blogueiro e poeta Abel Carvalho,  recebeu das mãos do organizadores da festa, o vereador Venâncio do Peixe,  uma tarrafa para incrementar as pescarias.

++++++++++
E na última quinta-feira,  aconteceu no Arraial Municipal de Bacabal,  um lindo show dos cantores/compositores Perboire Ribeiro e Zé.  Auto do Boi Bacaba,  é o titulo do show e como sugere o nome, a duple cantou as toadas do Boi Bacaba. Muita gente foi ver e se emocionar.
++++++±++
Outro belo show que aconteceu na última quinta-feira no Arraial Municipal de Bacabal,  no anexo, foi o do Grupo Pau Furado. Liderado pelo cantor, compositor e pandeirista Antônio Carlos,  o som rolou de primeira. 
++++++++
E já desponta para a música, o garoto Mateus Pinho. Neto do médico radiologista, cantor, compositor e multi-instrumentista Dr. Otávio Pinho Filho,  Mateus aprimora as técnicas em bateria.  Muito musical esse menino.
++++++++
E já está no ar, a mais nova sensação da telecomunicação  do Maranhão,  a TV Web Hunter.
++++++++++

E atendendo pedidos, o colaborador Jamir Lima nos enviou a tabela do Brasileirao com os próximos seis jogos do Flamengo. Confira
++++++++++

E revirando o álbum de recordações atrás de preciosidades, encontramos esta relíquia no acervode site Muita Treta. O super star Bizôro Pagodinho recebendo das mãos de Pixote, o troféu de campeão de vídeo game.

++++++++++

E a turma da charge deste sábado é internacional apesar da seleção brasileira de futebol. 

×+++++++++

E a galera da montagem politicou com k lobo e as ovelhas.

++++++++++

E como somos o país da piada pronta escolhemos essa para alegrar o nosso Sábado 

+++++++++++

E a nossa coluna de hoje tem o oferecimento de Lacerda Bebidas 

++++++++

E com essa frase do a nossa coluna de hoje. 

++++++++++

E ai meu amigo Lambal



MORREU O PROFESSOR PEDRO NETO

Faleceu nesta madrugada, o conhecido Professor Pedro Neto. Ele pasdou mal e havia sido internado em uma Casa de saúde de Bacabal onde foi diagnosticado um AVC - Acidente Vasculhar Cerebral.

Seu corpo será velado no Centro Paroquial Santa Terezinha e seu sepultamento está marcado para as 17h no Cemitério dk Axixá. 

Pedro Neto deixa  a viúva Antônia Ferreira (Toinha) e três filhos, Helida Caroline ,Luis George ,Anny Hellen

HOJE É DIA DE SÃO PEDRO

 

M

São Pedro foi um dos doze apóstolos que acompanharam Jesus Cristo, segundo o Novo Testamento. Segundo a igreja católica, Pedro foi o primeiro Bispo de Roma, e por isso, foi também o primeiro Papa da Igreja Católica. Ele até hoje possui o maior papado da história, que durou cerca de 37 anos. 
Segundo a Bíblia, o seu nome original era Simão, e não Pedro, e antes de se tornar um dos doze discípulos, trabalhava como pescador. Ele possuia até mesmo a sua própria frota de barcos.
No Novo Testamento é possível encontrar duas epístolas com autoria atribuída a Pedro. São elas a "Primeira epístola de São Pedro", e a "Segunda epístola de São Pedro". 
Dia de São Pedro é comemorado em 29 de junho, e é uma das festas juninas mais famosas do Brasil.


sexta-feira, 28 de junho de 2024

INVESTIMENTOS NA EDUCAÇÃO É ANUNCIADO POR CARLOS

 




O governador Carlos Brandão utilizou as redes sociais, na noite de ontem, quinta-feira (27), para anunciar novos investimentos na educação. De acordo com o governador, serão melhorias na infraestrutura, tecnologia e gestão de escolas por todo o Maranhão. “Com os 40% do FUNDEF destinados ao estado para 2024, ou seja, cerca de R$ 340 milhões, vamos aplicar para garantir mais avanços na educação dos nossos jovens maranhenses”, informou Brandão, em vídeo divulgado.

A alocação dos 40% em recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF), destinados ao governo estadual para melhorar a educação do estado, foi garantida com a sanção da Lei Estadual n° 12.279/2024, assinada por Brandão.

O governador ainda destrinchou como o recurso será empregado: “Na infraestrutura, serão realizadas reformas e a construção de mais de 200 escolas. Estamos investindo para que os alunos possam ter todas as salas de aula climatizadas e bem equipadas. Com novos móveis, carteiras, cadeiras, além de fardamentos”, explicou Brandão.

Em tecnologia serão adquiridos mais computadores, notebooks, projetores e infraestrutura de rede, para que as escolas tenham acesso à internet. E na gestão escolar serão realizadas compras de veículos para as unidades regionais de ensino e formação profissionalizante.

Importante conquista no transcorrer do governo Brandão, o pagamento dos precatórios também aos professores da rede estadual que têm direito aos 60% restantes do Fundef, fortalece a classe docente no estado. O governador não apenas assegura o pagamento dos recursos, mas também luta para que os professores recebam integralmente o montante previsto pelo governo federal, sem os descontos de 15% para honorários advocatícios pleiteados pelo sindicato estadual, o Sinproesemma.



SEXTOU COM MUÇÃO

 


quinta-feira, 27 de junho de 2024

PREFEITO EDVAN AVISA - TA NA CONTA

 


PARA O CONGRESSO NACIONAL DECIDIR

 


Depois de descriminalizar o porte de maconha para uso pessoal, por 8 a 3, o Supremo Tribunal Federal (STF), agora, decidiu fixar em 40 gramas a quantidade de maconha para caracterizar porte para uso pessoal e diferenciar usuários e traficantes.

O problema é que a tendência, a partir dessa decisão, tenhamos uma alta no consumo e como a comercialização da droga seguirá sendo crime, a consequência lógica é o fortalecimento das atividades do tráfico e, portanto, das facções criminosas.

A decisão também deve ter efeitos na questão da saúde, uma vez que mesmo o uso recreativo de drogas pode causar dependência química, trazendo danos irreversíveis. Além disso, o consumo dessas substâncias pode afetar os relacionamentos interpessoais, o desempenho acadêmico e profissional.

Já existe um levantamento nos EUA que, após a descriminalização da maconha para uso pessoal, o número de usuários diários dessa droga ultrapassou o número de pessoas que ingerem bebidas alcoólicas todos os dias.

Como infelizmente o Congresso Nacional demorou a se posicionar sobre o assunto, o STF decidiu temporariamente sobre o assunto.

No entanto, como cerca de 70% da população se posicionou contrário a decisão do STF, os deputados federais e senadores devem acelerar medidas para modificar esse cenário preocupante construído pelo STF.

HOJE TEM SRRAIAL NA TERRA DA BACABA

 


40 GRAMAS DIFERE USUARIO E TRAFICANTE

 


Depois de descriminalizar o porte de maconha para uso pessoal, por 8 a 3, o Supremo Tribunal Federal (STF) estabeleceu a quantidade que servirá de parâmetro para diferenciar o usuário e o traficante.

Os ministros do STF decidiram fixar em 40 gramas ou seis plantas fêmeas de Cannabis a quantidade de maconha para caracterizar porte para uso pessoal e diferenciar usuários e traficantes.

De acordo com os ministros, na hipótese de prisão por quantidades inferiores à fixada, deverá o juiz, na audiência de custódia, avaliar as razões invocadas para o afastamento da presunção de porte para uso próprio.

Os ministros do STF ainda destacaram que as sanções estabelecidas serão aplicadas pelo juiz em procedimento de natureza não penal, sem nenhuma repercussão criminal para a conduta.

O porte de maconha continua como comportamento ilícito, ou seja, permanece proibido fumar a droga em local público, mas as consequências do porte passam a ter natureza administrativa, e não criminal.